segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Curso de Condução e Poda de Fruteiras

  

Local: Ereiras (Cartaxo) – Quinta do Figueiral (Sítio das Palmeiras) 

Data: 16 de Fevereiro 2013 
Duração: 6 h
Horário: 10h00-13h00 e 14h00-17h00
INSCRIÇÃO - Consulte informação detalhada aqui.

sábado, 29 de dezembro de 2012

Curso de Poda de Fruteiras | 12 e 19 de Janeiro de 2013, Braga

Mais informações e inscrições aqui:



Curso Agricultura Biológica Geral - 2ª edição/2013


Caros Associados e Amigos,
Informamos que nos encontramos em fase de encerramento para a 1ª edição de 2013 do Curso de Agricultura Biológica Geralpelo que consideramos que a qualquer momento encerrem as inscrições.
Contudo, porque acreditamos que existem ainda interessados em frequentar este curso, vimos por este meio proceder à divulgação prévia da 2ª edição/2013, prevista para as seguintes datas:
Data de início prevista: 14 Fevereiro
Data de fim prevista: 27 Abril
Deste modo, continuaremos a receber inscrições (confirmando posteriormente em que edição ficaram inscritos), e logo que possível enviaremos a Ficha de Divulgação detalhada com as informações desta nova edição do curso.
De forma a garantir a sua participação, deverá proceder à sua pré-inscrição (em http://agrobio.pt/pt/fichadeinscricao-cursos.html) e ao respectivo pagamento.
As inscrições são aceites por ordem de chegada de pagamento, sob uma das seguintes formas:
1) Envio do comprovativo de pagamento (NIB: 0045 9060 4018 0519 6784 5) para formacao2@agrobio.pt (obrigatório no caso de pagamento por Multibanco ou Transferência Bancária);
2) Envio de cheque à ordem da AGROBIO;
3) Pagamento directo na nossa sede.
Poderá consultar todas estas informações em http://agrobio.pt/pt/o-que-fazemos/formacao.html

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Vencedor do concurso europeu de fotografia e vídeo é português


Certame tem como objectivo personificar o espírito do espaço rural europeu


Foto vencedora
Foto vencedora
Foram anunciados em Bruxelas os vencedores do concurso europeu de fotografia e vídeo«Regresso ao Futuro – A agricultura», promovido no âmbito da campanha de informação «PAC: Regresso ao Futuro» levada a cabo em Portugal, Bulgária, Estónia, e Malta, para assinalar o 50º aniversário da Política Agrícola Comum (PAC). Na categoria«Qualidade, diversidade e saúde – a política agrícola europeia e a produção» o vencedor foi o português Manuel Luís Gomes Rebelo com a fotografia «Vinho - Vale do Douro».

Concorreram à competição 273 fotos e oito vídeos em três categorias: «Qualidade, diversidade e saúde – a política agrícola europeia e a produção»«O futuro do mundo rural» e «Agricultura biológica e agro-turismo». Os premiados em cada categoria e o grande vencedor do concurso foram anunciados na capital belga no decorrer da cerimónia de encerramento da campanha de informação «PAC: Regresso ao Futuro»
Na categoria «O futuro do mundo rural» venceu também outro participante luso, Francisco Telles, e na categoria «Agricultura biológica e agro-turismo» o vencedor foi o estónio Eddy Kont. Na categoria vídeo o prémio foi para Ott Rõngas. No entanto, todos os participantes irão receber mesas digitalizadoras.

O mundo da agricultura na Europa
O melhor trabalho «Regresso ao Futuro – A Agricultura», equivalente ao grande prémio, foi atribuído ao português Manuel Luís Gomes Rebelo com a fotografia «Vinho - Vale do Douro» e cuja recompensa é uma visita ao Parlamento Europeu.

Das 273 fotografias recebidas, o júri composto por especialistas na área da fotografia e da agricultura dos quatro países organizadores, nomeou 18 trabalhos dos quais foram seleccionadas três, uma por cada categoria e, destes, escolhido o grande vencedor.

O certame teve como objectivo mostrar o mundo da agricultura na Europa através de imagens que ligavam o passado e o futuro. A ideia subjacente a esta iniciativa pretendia que, através quer da fotografia, quer do vídeo, se procurasse personificar o espírito do espaço rural europeu, captando histórias interessantes sobre a vida dos produtores agrícolas bem como o impacto que as suas actividades têm na vida dos cidadãos europeus. Retirado de Ciência Hoje

domingo, 23 de dezembro de 2012

Boas Festas


A equipa do Gesterra Floresta deseja a todos os amigos, colaboradores e parceiros votos de boas festas e feliz 2013.
Cheio de mudanças e novos projectos

Certificado de Participação

Certificado de participação na ação de formação " da Ideia ao negócio " realizada na sede da ANJE no passado dia 20 de Dezembro, participamos no 16.ª Concurso de Ideias com o projeto Gesterra e Floresta, ficando no grupo dos 13 vencedores, em 200 participantes.


Habitantes da Guarda mobilizados na oferta de produtos hortícolas para famílias carenciada



mostra_venda_produtos_horticolas_da_regiao_IMG_2885Habitantes de várias freguesias da Guarda estão a participar numa campanha de angariação deprodutos hortícolas para ajudar famílias carenciadas residentes na cidade que está a “superar as expectativas” da organização.
A campanha organizada pela Associação de Desenvolvimento das Freguesias da Encosta da Serra da Estrela (ADEFES), composta pelas juntas de Vale de Estrela, Fernão Joanes, Corujeira, Meios, Videmonte, Maçainhas e Sé, decorre até sexta-feira.
A iniciativa, organizada com o objetivo de auxiliar “quem tem dificuldades na alimentação”, está a registar uma participação “muito positiva” por parte dos residentes, disse à agência Lusa o presidente da ADEFES.

(Texto: Agência Lusa) in As beiras

sábado, 15 de dezembro de 2012

Guardenses recorrem à agricultura pela saúde da economia familiar



Nem o frio afasta Fernando Santana das lides diárias da horta
Nem o frio afasta Fernando Santana das lides diárias da horta
Cultivar a terra já não é uma simples questão de vocação ou gosto, mas também uma necessidade. Porém, os projetos de hortas urbanas e sociais desenvolvidos pela Quinta da Maúnça e pelo Centro Paroquial da Sé, na Guarda, continuam sem adesão por parte dos mais necessitados.
Ludovina Margarido, coordenadora da Quinta da Maúnça, é a primeira a destacar esse facto: «Curiosamente, os mais carenciados, que consideramos prioritários, não aderem ao projeto. Mostram-se interessados e depois não aparecem», refere. O projeto da Quinta, criado em 2009, consiste em hortas de produção biológica, a serem cultivadas por quem queira aliviar a carteira ou simplesmente as “ideias”. Sem renda mensal, há apenas regras a cumprir, entre as quais a não utilização de químicos e pesticidas. Também Fátima Costa, diretora técnica do Centro Paroquial da Sé, estranha a ausência de carenciados nas hortas disponibilizadas: «Desenvolveu-se a ação para auxiliar quem nos vinha pedir ajuda, para tratarem e usufruírem dos produtos. Mas foram lá uma vez e nunca mais voltaram», recorda.
Contudo, são cada vez mais os «que nos vêm bater à porta a pedir apoio na alimentação. Já a procura das hortas sociais não sofreu alterações», salienta Fátima Costa. Iniciado há três anos, o projeto também não tem custos, apenas regras comportamentais. A falta de interesse nesta alternativa de cariz social fez com que a organização repensasse o conceito. Atualmente, as hortas do Centro Paroquial dependem de voluntários: «As pessoas contribuem com parte dos seus produtos para o Centro, que dá ou vende para ajuda social. Há voluntariado em todos os processos», informa a diretora técnica. Esta foi a solução encontrada para manter “viva” a motivação solidária, quase apagada pela ausência do público-alvo original.
Por sua vez, Ludovina Margarido realça o aumento de adeptos da produção agrícola, pelo que, «ultimamente, é atribuída uma horta por semana» e os emails em busca de informação são cada vez mais. A ajuda da coordenadora da Quinta da Maúnça é solicitada por aqueles que querem investir na agricultura, mas não sabem o que fazer ou a quem se dirigir: «Procuram sobretudo aconselhamento técnico. Muitos estão no desemprego e querem saber onde se podem candidatar a projetos ou precisam de informações mais específicas», adianta a responsável.
Bens essenciais para travar gastos
Mesmo com -4ºC, Fernando Santana deslocou-se anteontem até à horta que trata no Bairro das Lameirinhas. A renda dos terrenos é «amigável» e implica a entrega de parte da produção ao dono, situação que se prolonga há 27 anos, primeiro com o seu pai. Agora é ele quem se ocupa do espaço: «É importante tratar a terra, porque evita gastos. Além disso, distraímo-nos com as tarefas e dá para descomprimir», afirma o guardense, acrescentado que «há cada vez mais gente a cultivar hortas». Também António Loureiro produz hortícolas há 10 anos na mesma zona, um terreno com acordo idêntico. Oriundo da região do Douro, este residente diz ter começado «por gosto, mas isto é bom para tudo. É uma atividade calmante e contribui para atenuar as despesas mensais».
Conceição e Amândio Dias, de 37 e 38 anos, vivem nos arredores da Guarda e dedicam ao campo uma boa parte do seu dia. «É cansativo conciliar a agricultura com o emprego, mas continuamos a lutar, apesar de nem sempre sentirmos que vale a pena. Há três anos comprámos vacas e começámos a ter uma maior preocupação no que tratamos, até para precaver “males maiores”», conta Conceição Dias. O marido reitera a ideia e diz que a aposta é para continuar e até crescer: «Vamos continuar, dentro do possível, sobretudo para autossuficiência», diz Amândio Dias.
«Os interessados podem começar a cultivar já amanhã»
A Quinta da Maunça tem 10 talhões livres, com uma dimensão média de 35m2. As pessoas podem entrar em contacto com a Quinta e, caso haja disponibilidade de espaço «podem começar a cultivar já amanhã», indica Ludovina Margarido. Apesar da prioridade dada aos mais necessitados, qualquer pessoa pode aderir às hortas urbanas, sendo que a responsável garante orientação aos “novos” agricultores. Já os terrenos do Centro Paroquial estão quase todos ocupados, mas há abertura para falar com os interessados. In O Interior 

domingo, 9 de dezembro de 2012

FORMACONDE - Divulgação de acções de formação Gratuitas - PRODER‏


  • Agricultura Biológica Geral – início previsto a 7 de Janeiro (às 2. 4ª e 6ªfeiras)
  • Gestão da Empresa Agrícola - Planeamento, Controlo e Análise de Investimentos -– início previsto a 7 de Janeiro (às 2. 4ª e 6ªfeiras)
  • Distribuição, Comercialização e Aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos – início previsto a 8 de Janeiro (às 3ª e 5ªfeiras)
  • Produção Integrada em Vinha – início previsto a 14 de Janeiro (às 2ª, 3ª e 5ªfeiras)
  • Técnicos de Micologia – início previsto a 15 de Janeiro (às 3ª e 5ªfeiras)

 Tratam-se de acções gratuitas, financiadas pelo PRODER, que atribui um subsídio de alimentação no valor de 4,27€, por cada dia de formação.
Dirigem-se a pessoas activas, com formação superior, em ciências agrárias e afins (excepcionalmente o curso de gestão de empresa agrícola, dado que abarca todas as áreas de formação).
 Caso algum destes cursos lhe desperte interesse, solicitamos que por favor nos informe, para procedermos ao envio do conteúdo programático e da documentação necessária para realização da inscrição.
Caso este e-mail lhe seja impertinente, apresentamos o n/ pedido de desculpas.
Na eventualidade de esclarecimentos adicionais, estamos ao inteiro dispor.
Com os nossos melhores cumprimentos,
Paula Castro
 FORMACONDE - Formação Profissional, Lda.
Campo 24 de Agosto, 129 - E411
4300 - 504 Porto
Tel: 225 372 080 | Fax: 225 390 844
Telm: 96 383 1606 | 93 472 3557
Email : paulacastro@formaconde.com / geral@formaconde.com
Consulte o nosso plano formativo PRODER em: www.formaconde.com  

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

FAO: agricultura pode reduzir pobreza

A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) defende que o investimento na Agricultura é «uma das estratégias mais eficazes para reduzir a pobreza e a fome», e alerta para o perigo de abandono do setor.

No relatório anual da organização divulgado esta quinta-feira em Roma, sob o lema «Investir na Agricultura para um futuro melhor», a FAO afirma que há cada vez menos investimento proporcional e menos percentagem da população no setor agrícola e deixa conselhos, um deles o de ter em conta as decisões dos agricultores nas políticas agrícolas dos países pobres.

Os governos de todas as regiões do mundo gastam, em média, mais em defesa do que em agricultura, tendo diminuído proporcionalmente em todo o mundo também os investimentos nos transportes e comunicações, que favoreciam o setor agrícola.

A FAO aconselha que os recursos públicos sejam usados mais eficazmente, afirmando por exemplo que é mais útil apoiar a investigação para melhorar a produtividade, e investir em caminhos rurais e na educação, do que pagar subsídios (para fertilizantes, por exemplo), adianta a Lusa.

Os subsídios «podem ser politicamente populares» mas não costumam ser a melhor forma de utilizar dinheiros públicos, e acabam por norma «nas mãos das elites rurais», diz o documento.

«O investimento na Agricultura é fundamental para promover o crescimento agrícola, reduzir a pobreza e a fome e favorecer a sustentabilidade ambiental. As regiões do mundo onde há hoje mais fome e pobreza extrema, concretamente na Ásia Meridional e na África Subsaariana, registaram uma estagnação ou diminuição dos índices de investimento por trabalhador na agricultura ao longo de três décadas», alerta o relatório. Continua aqui.

Por isso, acrescenta, para erradicar a fome nestas e noutras regiões é necessário um «aumento significativo» dos investimentos na Agricultura.

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Terreno Rústico


Descrição
EstadoNão Aplicável
Área útiln/a
Área brutan/a
Área Terreno2.428 m²
Publicado em27-11-2012

TERRENO rústico com 2428m2 localizado em CINCO VILAS (Figueira de Castelo Rodrigo)
situado em "Barrocalinho", corresponde ao Artº 409, Secção R da freguesia de Cinco Vilas
Trata o próprio, Telf: 935529405

;Mais informação aqui;

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Compal vai formar jovens empreendedores e atribuir três bolsas de €20 mil



A Compal está a apresentar a Academia do seu centro de frutologia, uma iniciativa de apoio na área da fruticultura e que tem como destinatários jovens empreendedores que se pretendem instalar ou aumentar e reconverter a sua exploração agrícola.
A formação é composta por módulos práticos e teóricos, contempla visitas a explorações agrícolas modelo e centros de experimentação e totaliza 46 horas, culminando com a atribuição de três bolsas de instalação, no valor de €20 mil.
Compal vai formar jovens empreendedores e atribuir três bolsas de €20 milParalelamente, a Compal irá adquirir preferencialmente o excedente da fruta produzida por estes três produtores, dentro das suas necessidades de matéria-prima, comprometendo-se a apoiá-los na identificação de outros canais de escoamento da produção.
A Academia 2012/2013 vai admitir 12 participantes e os jovens empreendedores candidatos terão de ter idades compreendidas entre os 18 e os 40 anos. As inscrições podem ser feitas até dia 14 de Dezembro em www.centrofrutologiacompal.pt
“Os objectivos desta iniciativa passam por contribuir para o desenvolvimento do sector frutícola, estimulando a inovação ao nível da produção da fruta. Para além disso, a Academia 2012/2013 é uma oportunidade para os participantes adquirirem conhecimentos que suportam a prática sustentável da fruticultura, considerando as especificidades por espécies, ao mesmo tempo que potencia o associativismo e a cooperação entre fruticultores. O objectivo é que estes ganhem escala e reforcem o sector frutícola português”, explica a Compal em comunicado.
A iniciativa tem como parceiros a Associação dos Jovens Agricultores de Portugal, a Associação Nacional de Produtores de Pêra Rocha, a Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola de Portugal, a Cooperativa Agrícola dos Fruticultores da Cova da Beira, a Direcção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, as Direcções Regionais de Agricultura e Pescas (Centro; Lisboa e Vale do Tejo e Alentejo), a Fruteco – Fruticultura Integrada, o Instituto Superior de Agronomia da Universidade Técnica de Lisboa e a Sociedade Agrícola de Quinta de Lamaçais. In Greensavers

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Projecto-piloto de compostagem doméstica chega a 11 mil habitantes


Projecto-piloto de compostagem doméstica chega a 11 mil habitantes


EGF, sub-holding do grupo AdP (Águas de Portugal) para a área dos resíduos, está a alargar um projecto-piloto de compostagem doméstica a oito empresas gestoras de sistemas de tratamento de resíduos sólidos urbanos, as quais servem uma área com cerca de 11 mil habitantes em 97 municípios, representando 47% do território continental.
O projecto foi lançado inicialmente na região da Alta Estremadura e é agora estendido a outros sistemas, num compromisso da EGF para desviar os resíduos biodegradáveis de aterro.
O processo de compostagem doméstica consiste na reciclagem dos resíduos orgânicos, designadamente restos de comida e resíduos das hortas e jardins, transformando-os num composto rico em nutrientes e que pode ser utilizado como fertilizante natural em hortas e canteiros. Desta forma, ao mesmo tempo que se transforma o lixo em novos produtos, é também reduzido o volume de resíduos que seriam enviados para aterro. Continua in Greensavers

domingo, 18 de novembro de 2012

Contratação de responsável pela comunicação



A ATN, Associação Transumância e Natureza, é uma associação de conservação da natureza que assenta a sua actividade na gestão directa do território, com objectivos de conservação, sendo hoje proprietária de cerca de 800 hectares.
Define a sua missão de forma muito clara: “Criar espaços para a natureza
No contexto do seu plano estratégico, que visa assegurar a sustentabilidade da associação nos próximos cinco anos, com o apoio da fundação suíça MAVA, a ATN pretende reforçar a sua equipa técnica na área da comunicação
Neste sentido há uma oportunidade de contratação para
Responsável pela comunicação
Pretende-se que a pessoa contratada tenha uma motivação elevada para o exercício da função e:
  • Desenvolva e execute uma estratégia de comunicação em ligação directa com o Director Geral da associação;
  • Identifique oportunidades para o aumento da notoriedade da ATN e da Reserva da Faia Brava, em função dos seus diferentes públicos potenciais;
  • Crie mecanismos de comunicação eficazes com os sócios e outros parceiros, quer nacionais quer estrangeiros, incluindo os potenciais financiadores do projecto;
  • Desenvolva e aplique uma estratégia de visitação compatível com os documentos estratégicos da ATN, em articulação com a restante equipa técnica
Os candidatos devem cumprir as seguintes condições:
  • Criatividade e visão do papel singular da ATN no contexto do movimento conservacionista em Portugal;
  • Boas competências de comunicação e integração em equipas diversificadas;
  • Boas competências em português e inglês (outras línguas serão também factor preferencial, mas português e inglês é indispensável);
  • Gosto pelo trabalho de campo e ar livre;
  • Formação superior na área de comunicação não é condição indispensável mas preferencial;
  • Será valorizada a experiência anterior que demonstre gosto e empenho em matérias relacionadas com a conservação dos recursos naturais, sem prejuízo do curriculum em matérias específicas de comunicação
Localização:
O local de trabalho é em Figueira de Castelo Rodrigo.
Contrato e remuneração:
Nas entrevistas de selecção os candidatos deverão propor o seu próprio salário.
Será estabelecido um contrato temporário e renovável, de acordo com a legislação existente, prevendo-se o seu prolongamento pelo menos pelos cinco anos de financiamento aprovado, desde que se mantenha a vontade de colaboração das duas partes.
Processo de candidatura:
O processo de candidatura deve ser enviado para hps@atnatureza.org até 30 de Novembro.
No processo de candidatura deve constar um curriculum vitae (máximo três páginas) e uma carta de motivação.
Os candidatos serão avaliados primeiro pela carta de motivação, depois pelo seu curriculum e serão seleccionados um máximo de dez candidatos para uma entrevista, na qual deverão estar preparados para propor o seu salário.
O director geral escolherá até três candidatos que serão apresentados, por ordem de preferência, à Direcção da ATN, que tomará a decisão final.
Informação adicional:
O site da ATN foi objecto de um ataque por parte de hackers, e não está neste momento disponível. Como alternativa pode visitar-se o blog http://atnatureza.blogspot.pt/ ou encontrar-nos no Facebook http://www.facebook.com/#!/faiabrava?fref=ts para a obtenção de informação adicional sobre a Associação e o seu projecto.
18 de Novembro de 2012
O director geral
henrique pereira dos santos

56º GeoForum: Rural XXI: Redesenhar o Futuro”

56º GeoForum, 30 de novembro de 2012, às 19:15
 

 
Com:
* Frederico Lucas (Novos Povoadores)
 
Local:
Auditório S.0.11, Universidade Lusófona
Av. do Campo Grande 380, Lisboa
 
Organização:
Departamento de Geografia da Univ. Lusófona
TERCUD - Centro de Estudos do Território Cultura e Desenvolvimento
 
Contacto:
 
Entrada Livre

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

MyFarm projecto de cyber-agricultura de Beja entregou 5,3 toneladas de legumes

MyFarm: projecto de cyber-agricultura de Beja entregou 5,3 toneladas de legumes


MyFarm: projecto de cyber-agricultura de Beja entregou 5,3 toneladas de legumes

O projecto MyFarm, que permite a qualquer agricultor de sofá controlar as suas hortas via online, entregou 5,3 toneladas de alimentos durante a época de Primavera/Verão. O projecto salienta a produção de courgettes (1.038 kg), cebola (800 kg), tomate (572 kg) e feijão-verde (472 kg).
“Verificámos uma satisfação, por parte dos nossos cyber-agricultores, pela qualidade dos produtos recebidos mas também pela sua quantidade. Esta também nos surpreendeu, porque superou as nossas previsões”, explica a newsletter do projecto.
A época de Outono/Inverno foi iniciada a 28 de Outubro, com a plantação e sementeira de 39 novas culturas, que serão depois disponibilizadas aos cyber-agricultores.
A MyFarm espera que as previsões voltem a superar as expectativas, apesar do facto de “a agricultura não ser uma ciência exacta”. Continua in Greensavers

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

II Encontro de Produtores de Mirtilos



Idanha-a-Nova
II Encontro de Produtores de Mirtilos
Local: Centro Cultural Raiano
Data: 15 e 16 de Novembro
II Encontro de Produtores de Mirtilos
15 e 16 Novembro 2012
Com a intensa submissão de projetos, no âmbito do PRODER, em pequenos frutos em todas as regiões do país, torna-se fundamental incrementar a troca de conhecimentos entre todos os intervenientes da fileira. Dado o sucesso do primeiro Encontro de Produtores de Mirtilos, realizado em Novembro do ano passado em Amarante, ficou desde logo marcado novo encontro para Idanha-a-Nova. O aumento da área de mirtilos é hoje uma realidade. Os agricultores/empresários estão confrontados com uma cultura nova em que o número de técnicos com conhecimentos nesta cultura é muito reduzido.
Estando a maioria das plantações em fase de instalação surge como natural apresentar os fundamentos básicos da rega e adubação em mirtilo e reunir informalmente, a uma mesma mesa, os técnicos conhecedores de toda a fileira nas diferentes regiões do país. Importa também possibilitar o contacto com produtores já instalados através de visitas técnicas a explorações de mirtilos, neste caso a um grupo de jovens agricultores reunidos num projeto comum. Esperamos que este II Encontro represente mais um passo no percurso para o sucesso da fileira do mirtilo.
Faça a sua inscrição até ao dia 12 de Novembro através do email (fbarreto.ean@gmail.com)
A inscrição, no valor de 10 €, é obrigatória e limitada a 150 participantes.
PROGRAMA
15 de Novembro de 2012
13h30 Recepção dos participantes. Centro Cultural Raiano - Avenida Joaquim Morão
14h30 Abertura pela Diretora Regional de Agricultura, Engª Adelina Maria Machado Martins
Apresentação “A rega e a adubação em mirtilo” pelo Prof. Rui Machado (Universidade de Évora)
15h15 Debate
16h00 Pausa Café
16h30 Mesa redonda –A campanha de produção de mirtilos nas diversas regiões produtoras
Moderador: Pedro Brás de Oliveira (INIAV)
- Nelson Antunes (Berrysmart)
- Marta Baptista (Driscoll´s)
- Anne Bournot (Mirtisul)
- Tadeu Alves (Rede de Produtores, Vila Verde)
- Pedro Lobo (Quinta da Remolha, Sever do Vouga)
- Camilo Cruz (Casamilos, S. Pedro do Sul)
18h30 Cocktail de boas vindas oferecido pela Câmara Municipal de Idanha-a-Nova
16 de Novembro 2012
09h30 Visita ao campo de produção de mirtilos na Quinta do Couto da Várzea. Apresentação da Herdade (responsável da CM Idanha-a-Nova) e do Projeto (Nelson Antunes –Berrysmart)
13h00 Encerramento

Para informação e marcação de alojamento contacte a Naturtejo:
Clicar aqui

domingo, 4 de novembro de 2012

Cooperação para a Inovação (Apoio à Inovação na Agricultura, Agroindústria e Florest


Prazo para apresentação de Candidaturas

A partir de 30 de outubro de 2012

Informações

N.º Verde -             800 500 064      
Actualizado em 2012.10.30
Formulário de CandidaturaDispnível para preenchimento o Formulário de Candidatura
Anúncio de Abertura de CandidaturasConsulte o Anúncio de Abertura
Controlo DocumentalTem 10 dias úteis após a submissão da candidatura para entregar os documentos de suporte à mesma através do Balcão do Beneficiário.
Consulte a lista de documentos obrigatórios de suporte à candidatura.
Note que a submissão destes documentos dentro do prazo previsto é obrigatória, sob pena da sua candidatura ser reprovada.
Orientações TécnicasPara elaborar a sua candidatura consulte a Orientação Técnica
Legislação EspecíficaConsulte a legislação aplicável a esta medida

Concurso BES Realize o Seu Sonho

O gesterra inscreveu-se no Concurso BES Realize o Seu Sonho. 

Vamos aguardar pelos resultados

Parabéns! O seu registo foi efectuado com sucesso no Concurso BES Realize o Seu Sonho.

Sabia que pode candidatar até três ideias ou projectos empreendedores?

Se tem mais do que uma ideia ou projecto poderá efectuar, desde já, um novo registo aqui. Tem até ao dia 4 de Dezembro, e não demora mais do que 30 segundos!

Pode consultar mais informações sobre o Concurso BES Realize o Seu Sonho em www.acreditaportugal.pt. Em caso de dúvidas poderá enviar um email para realizeoseusonho@acreditaportugal.pt.Melhores Cumprimentos,

Associação Acredita Portugal

Concurso de Ideias

O Gesterra acabou de se  candidatar ao 16.ª Edição do Concurso Nacional de Ideia de Negócio


quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Câmara Municipal de Ponte de Lima aprova a implementação do projeto Hortas Comunitárias da Poça Grande em Arcozelo - Reunião de Câmara de 29 de outubro

Autarquia| 31 de Outubro de 2012
Câmara Municipal de Ponte de Lima aprova a implementação do projeto Hortas Comunitárias da Poça Grande em Arcozelo - Reunião de Câmara de 29 de outubro
Câmara Municipal de Ponte de Lima em reunião realizada a 29 de outubroaprovou por maioria a implementação do projeto Hortas Comunitárias da Poça Grande, em Arcozelo.
Tendo em conta o sucesso registado com o projeto das Hortas Urbanas, o Município de Ponte de Lima considerou que a criação das Hortas Comunitárias na Poça Grande seriam uma oportunidade social de grande importância.
Um reforço de apoio social concedido, em especial a todos aqueles que integram a comunidade do Bairro Social da Poça Grande, através da viabilização do cultivo de um lote de terreno, permitirá, entre outros, naquele contexto urbano específico, a obtenção de produtos agrícolas frescos que contribuam para a subsistência ou complemento alimentar das famílias residentes naquele bairro, bem como a ocupação dos seus tempos livres e em contato direto com a terra.
O projeto Hortas Comunitárias será desenvolvido com recurso à requalificação de terrenos, junto ao Bairro Social da Poça Grande em Arcozelo, propriedade da Câmara Municipal de Ponte de Lima, permitindo a criação de um espaço de valorização do espírito comunitário que exercerá um importante papel enquanto promotor da convivência social entre gerações e de bons comportamentos sociais, de saúde e de qualidade de vida dos participantes no projecto.
Aos aderentes do mesmo será disponibilizado um lote de terreno para a finalidade de produção de produtos agrícolas numa área de 45m2, inserido numa área vedada; um ponto de água com contador e informação sobre modos de produção e práticas culturais ambientalmente correctas. Nesta fase inicial estarão disponíveis 21 lotes.
Podem candidatar-se à participação neste projeto todas as famílias alojadas no Bairro Social da Poça Grande e habitantes do lugar, sendo conferida prioridade às candidaturas provenientes de famílias com rendimento per capita mais baixo, jovens casais e seniores.
Os interessados em participar deverão remeter a sua candidatura, via e-mail paraservicosocial@cm-pontedelima.pt, por fax: 258 900410, via CTT para Município de Ponte de Lima, Praça da República - 4990-062, ao cuidado do Serviço Social, ou presencialmente no Serviço de Ação Social do Município de Ponte de Lima, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Retirado do site do Município aqui.

«Ao Encontro da Semente», no Mosteiro de Arouca, de 9 a 11 de novembro


Da semente à colheita, o percurso da planta é acompanhado de perto pelo agricultor. No decurso deste ciclo, há gestos, rituais, comemorações, tradições que devemos preservar.

«Ao Encontro da Semente» é um encontro de saberes, que pretende preservar e divulgar este património, muito ligado à identidade arouquense.

Numa organização conjunta da «Colher para semear» - Rede Portuguesa de Variedades Tradicionais e da Câmara Municipal de Arouca, o evento decorre de 9 a 11 de novembro, no Mosteiro de Arouca, com várias apresentações, debates e actividades culturais.
Descarregar: Colher para semear_desdobrável
Descarregar: Ao Encontro da Semente_programa
[Voltar]

segunda-feira, 29 de outubro de 2012